Monkey Jhayam lança clipe “Afrochoque” sobre empoderamento afro

Monkey Jhayam lança clipe "Afrochoque" sobre empoderamento dos negros
Divulgação

O cantor e compositor Monkey Jhayam volta à cena musical com seu mais novo single: “Afrochoque”. Com sonoridade “glocal”, neologismo que une as palavras “global” e “local”, ele é um choque de culturas genuínas e tradições locais com o que há de mais globalizado.  Para conseguir este som, o cantor se uniu aos produtores Dudu Marote e DJ  B8.

“Na Angola, o kuduru; na Nigéria, o afrobeat; na República Dominicana, o denbow; na Jamaica o dancehall; no Brasil, o funk. ‘Afrochoque’ une todos esses estilos como uma pangeia musical. É a diáspora africana se reunindo, se reencontrando, se levantando e expressando a sua voz”, explica Monkey Jhayam.

O clipe é inspirado no clássico de Hollywood, Jumanji, mas em versão afro. Dirigido por Premier King, um misterioso jogo aparece na vida de um cidadão comum que anda descontente com as notícias da TV. A cada manipulação que faz no tabuleiro, o jogo faz aparecer Reis e Rainhas africanas(os) pela cidade. Esses personagens se reúnem e lhe dão um “afrochoque”, que faz com que ele perceba a força que tem.

“Afrochoque é o impacto da transformação de uma pessoa padrão, que vive nos moldes da sociedade, para quem ela realmente é. É a volta às raízes, o empoderamento do povo preto, a força para assumir sua identidade sem medo”, explica Monkey Jhayam.

No videoclipe, o protagonista é Robertrix (Roberto Marcontes), artista, performer e dançarino referência em pirofagia. A ideia é propor um ode ao existir, ao questionar e ao direito de festejar, numa linguagem urbana e direta.

Já no próximo dia 17 de setembro, Monkey Jhayam estreará um novo formato de show, com banda,  ao vivo que acontecerá às 18h no Estúdio Showlivre e pode ser acompanhada gratuitamente através do site oficial. Além de “Afrochoque”, o artista também executará as seis novas faixas que lançou em 2020.

Sobre Victor Miller 5 Artigos
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta