Videocamp recebe a programação da 3ª edição da Mostra Itinerante de Cinemas Negros – Mahomed Bamba (MIMB)

Reprodução

Com o intuito de disseminar a cultura negra, proporcionar novas narrativas e modos de fazer cinema com foco na autonomia do povo preto, o Videocamp recebe, entre os dias 30 de setembro e 09 de outubro, a 3ª edição da Mostra Itinerante de Cinemas Negros – Mahomed Bamba (MIMB) , que conta com 15 filmes, duas masterclasses, oficina, apresentação cultural e a grande novidade deste ano: o impulso cultural para realizações audiovisuais de jovens negros e negras. Para assistir aos filmes da mostra, basta se cadastrar na plataforma e assim, no momento da sessão, será necessário apenas fazer o login. Para ter acesso às informações sobre as outras atividades, basta se atentar nas redes sociais da MIMB .

Os filmes do evento ficarão disponíveis na página “Mostras” dentro da plataforma Videocamp, ambiente digital que permite exibir online, durante este momento de distanciamento social, eventos realizados por parceiros e que, até então, aconteciam majoritariamente de forma presencial. Essa ação dá continuidade ao compromisso da plataforma com o bem-estar da população diante do avanço da Covid-19, bem como com a democratização do acesso à cultura e informação.

Divulgação

A programação, que tem como tema “Árvores Ancestrais – Tempo e Cura”, reúne diversos filmes, entre eles “1798: Revolta dos Búzios”, que fala sobre um levante dos negros baianos que marcou a luta pela independência e pelo fim da escravidão; “Santos Imigrantes”, curta independente que lida com as religiões de matriz africana no Brasil a partir da presença marcante do orixá Exu; “Merê”, que retrata as mulheres da tradição Jeje Mahi na Bahia em uma jornada em Benin, na África; e “Pattaki”, que retrata peixes agonizando à beira-mar à medida que a água invade a cidade e forma espelhos que distorcem sua imagem.

“A parceria entre a MIMB e o Videocamp foi muito oportuna e veio em boa hora. No contexto da pandemia e, enquanto festival independente foi fundamental contar com todo esse suporte técnico, segurança e qualidade para a realização da mostra em uma plataforma digital. É importante contar com parceiros com sensibilidade de compreender as delicadezas da MIMB, um festival que surge para romper as barreiras do racismo e do machismo no cinema, que ainda encontra muitas dificuldades e cuja realização é sempre uma luta intensa.

Além disso, estar em um ambiente com outros filmes, outras produções, é algo que fortalece muito o processo de democratização do acesso e distribuição de produções cinematográficas para além do circuito comercial”, ressalta Daiane Rosário, idealizadora e coordenadora geral da MIMB.

Divulgação

“É uma imensa alegria pode contribuir com a Mostra Itinerante de Cinemas Negros – Mahomed Bamba. Reconhecemos a importância e a potência da MIMB, que nesta terceira edição tem como tema ‘Ancestrais – Tempo e Cura’, e acreditamos na sua missão de luta pela ampliação dos espaços e suas narrativas, promovendo uma sociedade mais plural”, conta Cauê Satomi, um dos responsáveis pela seção Mostras da plataforma Videocamp.

O Videocamp é uma plataforma online que reúne filmes com potencial de impacto que podem ser exibidos por qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo e de forma gratuita. A missão do Videocamp é criar caminhos para democratizar o acesso à cultura e à informação, que são direitos universais. Para os realizadores, a plataforma potencializa a formação de público e atua como ferramenta de promoção dentro da estratégia de lançamento do filme.

Sobre Victor Miller 5 Artigos
Um escritor que achou na web uma forma de expor sua história.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta