Reboot de “Blade: o caçador de Vampiros” terá uma equipe de roteiristas composta apenas por negros

Reboot de "Blade: o caçador de Vampiros" terá uma equipe de roteiristas compostas apenas por negros

Assim como aconteceu com o “Pantera Negra”, a nova versão de “Blade: O Caçador de Vampiros” terá uma equipe de roteiristas composta por pessoas negras. Isso faz parte de um projeto da Marvel para aumentar a diversidade dentro e fora das câmeras.

O protagonista será Maheshala Ali, ganhador do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por sua atuação em Moonlight (2017) e Green Book: O Guia (2019).

“Eu realmente queria assumir esse papel e lidar com isso, e também…Eu amo que seja mais sombrio, isso é tudo em termos de tom, ele é um pouco mais obscuro do que alguns outros, então esse elemento é atraente para mim”. Contou Mahershala Ali.

O filme original foi lançado em 1998 e contou com Wesley Snipes no papel do herói, gerando duas sequências: uma lançada em 2002 e outra em 2004, além de um spin-off para televisão em 2006 chamado “Blade: The Series”

As produções originais foram muito elogiadas pelas cenas de ação, cortes rápidos e cenas bem violentas, sendo aquele típico filme de super herói que tem uma história bem minimalista, funcionando apenas como uma “desculpa” para as pancadarias e cenas de luta coreografadas.

No entanto, o terceiro longa recebeu críticas negativas pelas mesmas razões, com especialistas argumentando que ele estava ficando repetitivo e que a ausência de um enredo em favor das cenas “estilosas” estava saturando os espectadores. Apesar disso, ele rendeu sucesso comercial.

Originalmente, a Marvel tinha planejado um crossover entre as séries Blade e Underworld, mas esta foi cancelada após os direitos de imagem terem sido adquiridos pela Marvel em 2012. Além deste, um prólogo que se passaria antes do primeiro filme também estava nos planos, mas também foi cancelado.

Já o reboot foi anunciado pela Marvel durante a San Diego Comi-Con em julho de 2019, mas colocando Maheshala Ali como o personagem-título. O ator ganhou notoriedade por ter sido o primeiro ator muçulmano a ganhar um Oscar, além de ser rapper.

Com informações do Mundo Negro.

Leia também: IZA é a nova diretora criativa da Olympikus

Sobre Victor Miller 19 Artigos
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta