Ludmilla deleta suas redes sociais após ataques racistas

Ludmilla deleta suas redes sociais após ataques racistas
Reprodução

A cantora Ludmilla foi vítima de ataques racistas no último dia 18 de dezembro, logo após o lançamento do videoclipe de “I Love You Too” com Orochi e acabou por desativar suas contas oficiais do Twitter e Instagram.

Em comunicado, a assessoria de Ludmilla explicou que a desativação não tem nada a ver com uma estratégia de marketing.

“Confirmamos que na noite desta sexta, 18, a cantora Ludmilla desativou todas as suas redes sociais. Durante o dia, a cantora já havia reclamado com sua equipe sobre os ataques racistas que vinha sofrendo chegando até a responder alguns tweets que diziam que ela responderia caso ‘jogassem casca de banana’ entre outros insultos racistas e misóginos. Tais ataques vêm ocorrendo ao longo da carreira de Ludmilla que, como é sábado, vem se posicionando não só contra crimes de raça, mas também de gênero.

Ressaltamos que, ao contrário de qualquer especulação, tal ato não faz parte de nenhuma estratégia de marketing e é simplesmente uma consequência de seu cansaço diante do ódio destilado nas redes sociais. Informamos ainda que todas as postagens de cunho racista e homofóbicas estão sendo documentadas para encaminhamento à justiça. Por ora, aguardamos o desejo de Ludmilla de voltar às suas redes sociais. Sendo assim, não temos mais nada a declarar”.

Quanto a música em si, ela foi inspirada no EP de page Numanice, lançado em abril deste que ano. Ela foi composta pelos artistas portugueses Soraia Ramos e Gerson Costa e a versão de Ludmilla veio por um desejo da próprias cantora.

“Escolhi essa música porque gosto muito dela há tempos. É de uma amiga minha de Portugal, a Soraia Ramos. Desde a primeira vez que ouvi essa canção, fiquei apaixonada, tanto que viciei a minha família toda nela também e na gravação do projeto audiovisual do Numanice, vi a oportunidade de gravar ela em ritmo de pagode e vi também a chance de colocar o Orochi na voz masculina, que é um artista que eu também gosto muito e curto demais o trabalho, acho que encaixou certinho na música. Me digam vocês se não estou certa?”, conta a artista

Com informações do Mundo Negro

Sobre Victor Miller 30 Artigos
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.