Felipe cordeiro convida Psirico para o single “Foguinho”

Felipe cordeiro convida Psirico para o single "Foguinho"
Divulgação

Um dos grandes nomes do pop tropical brasileiro, Felipe Cordeiro é paraense de Belém e traz em sua sonoridade cores e sabores de uma música dançante, cheia de swing e provocações. E é isso o que ele apresenta em seu novo single, “Foguinho”. Para trazer mais tempero, Felipe faz uma conexão entre o Pará e a Bahia, convidando para dividir o calor desse baile o baiano Psirico.

Cantor de grandes hits do verão como “Popa da Bunda” e “Lepo Lepo”, Márcio Victor do Psirico traz uma malandragem divertida para a faixa que instiga o ouvinte a dançar e bagunçar o parquinho junto com a dupla.

Foguinho” é uma composição de Felipe Cordeiro em parceria com Patricktor4, que também assina a direção musical, e produção musical de Leo D. A música é uma explosão nas caixas de som do início ao fim, com graves poderosos e um arranjo direcionado para pistas de dança, soando no meio caminho entre o reggaeton e a guitarrada, sem ser clichê, cativando o ouvinte com um refrão grudento típico de hits quentes de verão.

O single chega ao mercado distribuído pela Ingrooves, agregadora digital, do mesmo grupo da Universal Music (Vivendi), através da CALOOR record, selo voltado a apresentar novas sonoridades brasileiras, através de feats e encontros inusitados criando uma sonoridade autenticamente brasileira, o Pop Tropical.

Felipe Cordeiro é artista da cena contemporânea brasileira, pioneiro na fusão de estilos populares paraenses com a vanguarda pop. A sonoridade definida como Pop Tropical traz referências da guitarrada, tecnobrega, carimbó, new wave, MPB e música eletrônica. Com Arnaldo Antunes compôs “Ela É Tarja Preta”, já a música “Problema Seu” foi eleita pela revista Rolling Stone Brasil a melhor canção de 2013 e agora em 2020 entrou na trilha sonora da série “HARD” da HBO. Realizou turnês na Europa, com apresentação no tradicional Festival de Roskilde, na Dinamarca.

Lançou três discos de carreira: “Kitsch Pop Cult” (2011) produzido por André Abujamra, “Se Apaixone pela Loucura do Seu Amor” (2013) com produção de Kassin e Carlos Eduardo Miranda e “Transpyra” (2019) produzido por Kassin e Felipe Cordeiro. Também gravou o DVD “Brea Époque (2017), dirigido pelo jornalista Vladimir Cunha, no qual é apresentado um show ao vivo gravado em Belém do Pará. O vídeo traz um documentário sobre a relação do músico com a capital paraense e a cena atual da música brasileira, além das participações de Tulipa Ruiz, Kassin, Siba e Manoel Cordeiro.

Sobre Victor Miller 30 Artigos
Jornalista formado pela PUC do Rio de Janeiro

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta